Logo da República do Brasil - Justiça Federal da 5ª Região
Link do Tribunal Regional Federal da 5ª Região

A Comissão Socioambiental da JFCE está, mais uma vez, apoiando o "Dia Mundial Sem Carro", campanha anual que incentiva cidadãos a trocarem por um dia o carro por meios de transporte mais sustentáveis. De bicicleta, de ônibus, a pé ou até mesmo de carona, a ideia é reduzir o número de automóveis nas ruas. O movimento surgiu na Europa no ano de 2000 e tem por objetivo a mudança de postura e conscientização para um mundo mais sustentável.

Nesta sexta (22/9), magistrados, servidores e colaboradores que aderiram à campanha deixaram seu depoimento sobre a experiência de trocar o conforto do carro por um meio de transporte mais sustentável para o meio ambiente.

 Juiz federal Luís Praxedes sempre que pode faz seu trajeto para o trabalho de bicicleta. O servidor Antônio Carlos Marques pedala para o trabalho e aos fins de semana com a família.

O vice-diretor do Foro, juiz federal Luís Praxedes, quando pode, vem à Justiça de bicicleta. São 12 quilômetros no trajeto de ida e volta de sua residência e ao gabinete. Aos domingos, o magistrado costuma pedalar com a família nas faixas exclusivas do projeto "Bicicletar". Antônio Carlos Marques, diretor da 6ª Vara Federal, também é adepto da bicicleta como meio de transporte. “Ando todo final de semana com meus dois filhos uma média 20 a 30 quilômetros. Da minha casa à Justiça hoje percorri 6,8 km, levando 25 minutos para concluir o trajeto”, comenta Carlos, que controla suas pedaladas em um aplicativo no celular.

A servidora Adriana Leal utiliza a bicicleta para seus pequenos trajetos, como ir à academia. O colaborador Gilson Teixeira pedala 14 quilômetros diariamente entre sua casa e o trabalho.

A diretora da 1ª Vara Federal, Adriana Leal, utiliza a bicicleta no dia a dia para fazer pequenas compras e para ir à academia. "É mais saudável e já chego no treino aquecida". O colaborador Gilson Teixeira já faz seu trajeto de casa para o trabalho há cinco anos com a sua bicicleta. São 14 quilômetros entre a ida e a volta que ele não troca por outro meio de transporte.

O servidor Madson Parente planeja a sua rotina para realizar o máximo de deslocamentos a pé.

O servidor Madson Parente utiliza a bicicleta como seu principal meio de transporte durante a semana. Ele também pensa a sua rotina para realizar o máximo de deslocamentos a pé, com planejamento baseado no conceito do “não-transporte”, que sugere uma rotina diária que evite numerosos ou longos deslocamentos. “Hoje meus trajetos cotidianos estão todos em um raio de 3 Km de casa: o trabalho, a academia, a casa dos meus pais e meu lazer. Com isso, consigo me deslocar ao máximo a pé e de bicicleta”. Ele conta que morava a 13 quilômetros de distância do trabalho, mas mudou de endereço para viabilizar a mudança de hábitos.

Além do Dia Mundial Sem Carro, a Comissão Socioambiental da JFCE incentiva e discute o tema da mobilidade urbana em rodas de conversas e campanhas em parcerias com Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região e o Tribunal Regional Eleitoral do Ceará.

Top